O nome do município deve-se a um antigo casebre (uma “tapera”, termo de origem tupi que significa “aldeia extinta”, pela junção de taba, aldeia e ûera, extinta ) existente na região onde hoje situa-se o centro da cidade, que servia de paradeiro para viajantes que passavam por ali.

A economia do município é baseada principalmente na agricultura, sobretudo com o plantio de soja, trigo e milho, e na pecuária, destacando-se a criação de aves e suínos.

Integrando-se à Rota das Terras, a cidade busca atrair visitantes interessados por turismo rural e religioso.  Os principais pontos de visitação para turistas são a Igreja Matriz, o Santuário dos Três Mártires, o Seminário Sagrado Coração de Jesus, o Memorial Taperense e diversas propriedades rurais localizadas no interior do município, que oferecem atrativos ligados à natureza e à gastronomia.

Igreja Matriz de Tapera

Igreja Matriz de Tapera